Empatia – Use-a e Seja Feliz!

Uma das coisas mais bonitas da vida sem dúvida é o aprendizado – a oportunidade de ver coisas, ter emoções e situações novas é muito bom. Além disso, o aprendizado faz com que não cometamos erros iguais ao passado (ou pelo menos temos a oportunidade de lidar melhor com situações parecidas, de modo a evitar ou reduzir a possibilidade de erro).

Uma das palavras novas que aprendi nos últimos anos da universidade, próximo da formatura, onde começam as inscrições em processos seletivos e envio de currículos, foi empatia. Essa palavra é muito utilizada no meio corporativo, principalmente no setor de Recursos Humanos (RH) das empresas. Mas, afinal…

O que é empatia?

Empatia é a capacidade de se colocar no lugar do outro.

Quando você se coloca no lugar do outro, você consegue entender sua forma de pensar, emoções, reações, etc. Ou seja, você consegue enxergar o mundo pelos olhos dele. É claro, isso nem sempre é fácil, mas é uma questão de prática.

Uma pessoa que tem empatia (pessoa empática) sempre consegue compreender seus colegas. Muitos podem ter diferentes pontos de vista sobre um determinado assunto, mas essa pessoa consegue entender cada ponto de vista.

Compreensão não é concordância…

Um dos profissionais mais empáticos é o psicólogo.

Através da terapia, o psicólogo escuta atentamente o paciente, e interage de forma que ele (paciente) possa encontrar muitas das respostas a seus questionamentos. Além disso, nessa interação, muitas vezes são encontradas oportunidades de melhoria da pessoa através da mudança de atitude. Imagine só se um psicólogo concordasse com tudo que o paciente fizesse? =)

Exemplos de Empatia

  1. Você sempre chega em casa sorrindo e, um dia, você chega estressado, de cara amarrada. Sua esposa pergunta como foi seu dia e o que lhe aborrece. Você começa a explicar que houve um problema no trabalho com detalhes. Mesmo sua esposa não entendendo nada do que você faz, ela te escuta pacientemente, e dá sua opinião sobre o que deve ser feito. Ao elaborar a opinião dela, e expressar de forma clara, de modo a te ajudar a achar uma solução para seu incômodo, ela está se colocando no seu lugar.
  2. Uma criança leva seu lanche para a escola. Na hora do recreio, ela observa que um amigo não tem lanche, e por isso está triste. Ela prontamente vai ao amigo e partilha seu lanche, de modo a trazer o sorriso ao amigo. Sem ao menos falar com o amigo, a criança percebeu o motivo de sua tristeza.

A Empatia e a Bíblia

Para mim, o máximo da empatia está na Bíblia, no livro de Gálatas, capítulo 5, versículo 14:

Porque toda a lei se cumpre numa só palavra, nesta: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo.

E como isso pode ser aplicado ao cotidiano? Simples (assim):

  • Se você quer ser respeitado, respeite;
  • Se você quer que as pessoas te ajudem, ajude aos outros;
  • Gosta que sejam educados contigo? Seja educado também.
  • Quer ser ouvido? Ouça…

E como faço para ser feliz com a empatia?

Empatia - Use-a e Seja Feliz! Também é uma resposta simples: à medida que você começar a realmente compreender seu próximo, seu relacionamento com o mundo será muito melhor. Sua postura e reações diante às atitudes das pessoas mudarão, assim como o modo que as pessoas te enxergarão.

Além disso, você deixará de reprovar certas atitudes sem antes entender as razões que motivaram tal atitude (é claro que há atitudes que sempre são reprováveis, mas não me refiro a essas). Quer coisa melhor do que entender e ser entendido?

E você, se acha uma pessoa empática? Como é seu relacionamento com relação à compreensão do próximo?

45 Comments

  • Denize disse:

    Oi Iuri! Que maravilha de postagem! E que tema excelente você escolheu: Empatia! Você a descreveu muitíssimo bem.

    Mas nem sempre é uma coisa fácil sentirmos plenamente empatia pelas pessoas. Estamos sempre tão centrados em nós mesmos, tão voltados para nossas próprias necessidades, que pouco tempo nos resta no dia-a-dia, para enxergarmos os outros, para percebermos suas necessidades.

    E no entanto, quando conseguimos desenvolvê-la dentro de nós, a empatia traz tantos benefícios… As relações humanas se tornam mais verdadeiras e mais leves, o amor ao próximo se revela nos nossos gestos, na nossa forma de olhar, na nossa genuína preocupação com o bem-estar alheio.

    Ainda estamos um pouco longe de alcançar essa meta, embora alguns já consigam. Ainda impera, nesse nosso mundo, o Egoísmo, que acaba por nos distanciar uns dos outros, infelizmente.

    Mas aos poucos, vamos aumentando o número das pessoas que realmente se importam… Adorei sua postagem. Acho importante trazer este tipo de tema para reflexão.

    Bjs

    Denize

  • Sissym disse:

    Acho que passei minha vida me colocando no lugar dos outros, no entanto, talvez só 10% fez o mesmo por mim. Uma vez me disseram, lendo minha sorte, que eu passaria a vida inteira assim, fazendo fazendo, pouco sendo entendida e retribuída.
    Tudo bem… Sabe que quando criança, vc me fez lembrar no exemplo 2, eu vivia dividindo meus fartos lanches. O meu pai mandava cada sanduiche que mais pareciam ser a metro ! kkkkk e eu sempre tinha amigas para comer parte, porque, na verdade, eram deliciosos. Eu sempre fui meio passarinho de comer pouquinho.

    Beijos

  • Márcia Can&ec disse:

    Aplaudindo de pé seu post meu amigo Iúri !!!!! Excelente tema e dissertado com extrema qualidade e compreensão. Sim, particularmente me considero uma pessoa empática , sempre tive comigo oq eu você taõ bem colocou:tratar as pessoas da forma com gostaria de ser por elas tratadas. Em algumas situações já fiz até o inverso, estava sendo tratada com grosseria, descaso e devolvi com delicadeza e educação. Trabalhei por muitos anos no comércio e sempre tive asco de vendedores que gostavam da fómula de "empurrar" mercadoria ruim ao cliente apenas por conta do dinheiro. Mesmo como vendedora nunca me esqueci que fora dali eu era tão consumidora quanto aquele meu cliente, portanto nunca venderia algo que eu mesma não gostaria de consumir. Acho que é bem por ai, na vida, nos relacionamentos com as pessoas sejam elas familiares, amigas amantes ou estranhas, se você semear amor, colherá amor, mas se semear pedra , só colherá decepções.
    Parabéns pelo post.
    Beijos no coração
    Márcia Canêdo

  • Iúri,

    Que texto maravilhoso meu amigo!

    A empatia é uma das coisas mais importantes para que possamos viver e interagir diariamente com as pessoas.

    Muitas vezes dizemos que nos empatizamos com alguém que, nem sequer, conhecemos direito… Mas não precisamos conhecer uma pessoa para que surge a empatia, basta que olhemos dentro de seus olhos com a alma, e aí saberemos o que vai dentro do seu coração.

    Você conseguiu sintetizar tudo nesta frase: Amai ao seu próximo como Eu vos amei…

    Lindo!!!

    Bjs.

    Rosana.

  • Iúri disse:

    Olá Denize,

    Que bom que gostou do post, obrigado!

    Realmente às vezes agir com empatia é difícil, principalmente em um mundo tão corrido, onde somos exigidos cada dia mais. Sem dúvida o egoísmo reduz em muito as chances de agirmos desse modo, realmente é uma pena.

    Agora, como você mesmo falou, quando desenvolvemos a empatia em nós, nossas relações realmente se tornam melhores. Mas, para desenvolver a empatia, precisamos de outra característica humana: a perseverança. Muitas vezes temos que abrir mão de nossos problemas para sermos receptivos com os do próximo.

    Porém, quando conseguimos isso, é gratificante ver que alguém de alguma forma evoluiu através de nosso apoio (seja através da resolução de um problema, seja na forma de desbafo com um ombro amigo, por exemplo).

    Uma ótima surpresa ver seu comentário no meu blog :D

    Beijos.

  • Iúri disse:

    Olá Sis,

    Então você é uma pessoa empática há tempo, parabéns!

    Mas, infelizmente, o ser humano parece que tem uma característica ruim que em poucos é trabalhada de forma a ser eliminada: a ingratidão. Mas não se preocupe, também já passei por isso.

    Quando era pequeno também dividia meu lanche com muitos colegas. Meu primeiro grau eu estudei em colégio público, e era um dos poucos que levavam lanche. Então, a galera pedia, e divida na medida do possível :)

    Beijos.

  • Iúri disse:

    Olá Márcia,

    Com tantos elogios fico até sem jeito, rsrs. Muito obrigado mesmo pelos comentários, e pode ter certeza que todos no diHITT sabem que você, assim como os demais amigos que comentaram o post, são muito empáticos!

    Isso é visto com o carinho que tratam os leitores, pois todos estão sempre dispostos a ajudar, trocando idéias e até mesmo propondo soluções via comentários.

    Parabéns por sua atitude quando respondeu com delicadeza quando te trataram de forma áspera. Também já fiz isso e sei que é muito melhor para todos quando se age assim. E parabéns também pela sua postura quando era vendedora, se mais vendedores agissem dessa maneira comprar seria muito melhor (eu particularmente me estresso com vendedores com má vontade).

    Beijos.

  • Iúri disse:

    Olá Rosana,

    Muito obrigado! Fico muito feliz que tenha gostado do texto.

    Você tem razão: nem sempre precisamos conhecer profundamente alguém para que surja a empatia. Muitas vezes só pelo fato de você parar e escutar o outro (isso já ocorreu comigo várias vezes por telefone, conversando com amigos(as) da minha irmã) já é criado um vínculo entre as pessoas.

    E, é claro, não poderia deixar de citar esse versículo que é maravilhoso, achei muito próprio para o texto :)

    Beijos.

  • Olá Iúri,

    Muito interessante este artigo, principalmente porque crei poder abrir um pouco algumas mentes para uma abordagem mais amigável a certos assuntos.
    Eu sou um defensor da empatia, e pratico-a com regularidade, pois creio ser uma bom princípio para criar (e manter) boas relações.
    Abraço,
    JR
    My recent post O Barato Sai Caro!

  • Iúri disse:

    Olá Joao,

    Que bom que gostou do artigo, obrigado!
    Realmente mostrando de forma simplificada um conceito é muito melhor para assimilação de todos, ainda mais com exemplos. Fico muito feliz em saber que é uma pessoa empática, parabéns!

    Abraços.

  • José disse:

    Olá Iúri!

    Este seu post está mesmo muito bom! Tanto no tema que escolheu, como no modo como muito bem o escreveu. Parabéns.

    Quanto ao tema:Concordo inteiramente com o Iúri. No meu entendimento, é feliz quem tem a qualidade de despertar empatia nas outras pessoas. Ele(a) se sentirá bem consigo mesmo e ao mesmo tempo que deixará felizes os outros.

    Porquê? Porque ele(a) sabe escutar, sabe entender, tem sempre a palavra adequada à situação do outro.

    Ele(a) faz isso com toda a naturalidade, seja em casa, seja no meio profissional, onde ele(a) é excelente, tanto no trabalho de grupo, como na função de chefia..

    Ele(a) consegue passar para segundo plano os seus problemas, para dedicar atenção aos problemas do outro.

    Eu não sei se isso é inato ou se é resultado de algum treino. De qualquer modo há com certeza uma boa dose de bom senso.

    Um abraço

    My recent post Dia Internacional da Mulher

  • Iúri disse:

    Olá José,

    Que bom que gostou do artigo, fico realmente muito feliz!

    E obrigado por sua grande contribuição, sem dúvida quando agimos com empatia todos ao nosso redor também são tocados por ela, e todos ganhamos muito com isso.

    No artigo falei que é questão de prática, mas me referi mais a perceber a necessidade do próximo e estar atento a ele. O mais importante é percebemos a necessidade de agirmos assim, porque sem dúvida as consequências serão ótimas.

    Abraços.

  • Iúri disse:

    Pelo que já li em vários dos seus posts, você é assim sim :D
    Parabéns!

    E sobre o sistema de comentários, comigo ele nunca "buga" ^_^
    Mas que bom que conseguiu deixar sua opinião.

  • Iúri disse:

    Dá um print screen quando ocorrer e manda para mim.
    Comigo isso nunca aconteceu porque geralmente eu escrevo a resposta e já publico B)

  • Iúri disse:

    Do jeito que você gosta de computador + internet + blog (como eu), já deve ter feito há algum tempo um cursinho de digitação, kkkkkkkk.

    Eu imagino que você não digita devagar mesmo, foi só uma observação.

    Beijos.

  • Muito bom Iúri, o segredo de uma vida feliz e bem sucedida, realmente está na capacidade de entender o outro. Hoje em dia fala-se que a Era do Conhcimento está passando e dando lugar para a Era do Ser… que é justamente isso.. levar em consideração o outro, seja qual for a área! Um abraço
    My recent post Por que o Sapo não lava o Pé?

  • Sr. Funcional disse:

    Acho q sou uma pessoa empatica, apesar de discordar muitas vezes nao concordar com a opiniao do outro!
    Será q me fiz enteder?

    Abraços Iúúúúúúriiii!

  • Iúri a melhor definição de empatia é quando você cruza com moça (rapariga) e não precisa fazer nada. Tudo se passa como se ambos ficassem na mesma onda. Penso que esse é o lugar da cura humana.
    Sai sorriso, sai gesto, sai loucura, sai solidariedade, sai dádiva, sai…sai… sai…
    Tudo parece encaixar, não é? a compreensão e entendimento mútuos chegam a atingir níveis de TOTALIDADE.
    É quando a vida flui a gosto e com prazer! é a alegria de se estar vivo e isso é empatia.
    Um gde abraço

  • Iúri disse:

    Olá Francisco,

    Realmente entender o outro é fundamental para uma vida feliz. Porém, infelizmente muitos não vivem a Era do Ser, mas a Era do Ter – notadamente pelo egoísmo. Mas espero em breve que isso se reverta, e todos possam viver harmoniosamente.

    Abraços.

  • Iúri disse:

    Olá Aline,

    Que bom que gostou do neném da foto, acho que ele representou bem a felicidade que espero que as pessoas encontrem com a empatia.

    Como falei em comentários anteriores, pelo seu relacionamento com os leitores no blog, sua prestatividade e atenção, tenho certeza que você é empática :)

    Realmente não é fácil se colocar no lugar dos outros, mas é gratificante quando alguém se identifica contigo, criando ou fortalecendo a amizade. E não se preocupe, todos nós temos que melhorar em alguma coisa (pode se confessar aqui hein, sou todo ouvidos!).

    Beijos.

  • Iúri disse:

    Entendemos sim Sr. Funcional!

    Como disse no post, na minha opinião entender não é concordar. E como se alguém te explicasse algo que fez errado, e aí você pode dizer: entendi o que você fez, só que não concordo com isso.

    Grande abraço!

  • Iúri disse:

    Olá Antonio,

    Sem dúvida é muito bom quando encontramos uma pessoa com a qual cruzamos e nos sentimos ligados de alguma forma – sintonia pura!

    E sem dúvida a empatia nos leva a isso: compreender o que o próximo precisa só olhando em seus olhos.

    Grande abraço!

  • Iúri disse:

    Olá Junior,

    Realmente é um palavra muito simples e que, se todos a utilizarem, pode mudar o mundo… Quem nos dera se todos vivessem os sentimentos mais belos e abrissem mão (pelo menos um pouco) de seus próprios interesses.

    Grande abraço.

  • Edson Palma disse:

    À gente muito frequentemente nem espera ser tratado de maneira hostil mesmo quando não estamos tristes, mas há algumas vezes em que outros não tivéram a mesma sorte em outras situações, e, derrepente nos tratam mau…Isso o que exemplifiquei ilustra a empatia, correto?!…Quero ser "Simples Assim" até minha velhice se Deus quisér…E, que à gente consiga proliferar este sentimento nos demais a cada conduta que representármos.
    Por que eu concordo quando você diz que é difícil se manter desse jeito. Mas se pudérmos ajudar a fazer um mundo melhor para os que virão já é grande coisa, certo?!

    Felicidade amigo!!!

    Excelente texto!

    Até…

  • Ana Karenina disse:

    Olá Iúri

    confundo empatia com aquele sentimento de "química" sabe quando você sente que aquela pessoa é legal logo de cara?pensei que empatia fosse isso, rs

    acredito que compreender e se colocar no lugar do outro não é uma tarefa fácil, mas se consegue se a pessoa percebe a importância da troca, isso me faz lembrar aquela velha história: "faça pelos outros o que você gostaria que fizessem por você" pois assim como eu espero as melhres reações das pessoas devo procurar dar o meu melhor também, porque ninguém vive só no mundo e sozinhos não somos nada.

    Tenho feito isso no meu trabalho, tento ajudar quando posso e dou ideias quando vejo que algo pode ser melhorado, mas estas coisas só funcionam quando o outro entende sua iniciativa e até pensa no assunto.

    My recent post Orgulhosa? Eu?

  • Gisele disse:

    Você me surpreende!

    Não vou contribuir sobre a definição da empatia porque você foi brilhante. Pensar nessa prática nos dias em que vivemos é um grande desafio, não aprendemos a se importar com o outro, a preocupar-se com o outro, aliás não aprendemos nem a olhar o outro. Quantas pessoas passam por nós todos os dias e não percebemos…Invisibilidade social, algumas pessoas passam por essa experiência todos os dias, os porteiros, os garis, o trocador do ônibus e muitos outros…enfim, perceber o outro ainda não é pôr em prática a empatia, mas é um caminho, ou será possível ter os olhos tão atentos para alguns e tão relapsos para outros? Talvez seja possível sim, afinal, selecionar apenas o que nos interessa, isso aprendemos desde cedo.
    Então vamos em busca do aprendizado de um novo olhar para que a partir dele os outros sentidos se direcionem também para o outro e esse será um enorme ganho para nós. Entrar em contato com o outro é entrar em contato conosco também…Não somos tão diferentes quanto pensamos!!!

  • Iúri disse:

    Grande Edson!

    Realmente é complicado quando somos tratados de forma contrária às expectativas. Porém, se conseguirmos proliferar a empatia como filosofia de vida, isso não mais acontecerá pois as pessoas deixarão de tratar o próximo meio que "por reflexo" e pensarão antes de fazê-lo. Aí sim a harmonia entre as pessoas aumentará grandemente.

    Muito obrigado pela participação!
    Abraços.

  • Iúri disse:

    Olá Ana,

    Realmente agir desse modo não é fácil. Quando falei que era questão de prática, me referi a tentar prestar atenção à necessidade do outro, e tentar de algum modo ajudá-lo, mesmo que seja somente escutando um pouco.

    E a velha história que você conhece tem tudo a ver com o versículo que citei, pois ninguém quer algum de ruim para si, então, se ela agir com o próximo da mesma maneira que agiria consigo mesmo, ela não fará nada de ruim com o próximo.

    Você faz muito bem em agir de forma empática em seu trabalho, com o tempo e com bastante paciência e comunicação clara (que é um dos grandes problemas da humanidade) todos entenderão que suas sugestões e atitudes sempre são a favor da empresa.

    Abraços, e obrigado pela visita e comentário.

  • Iúri disse:

    Olá Gisele,

    Você é quem me surpreende com seus comentários que sempre complementam os textos! Além do mais, é uma das poucas pessoas que conheço que lêem meu blog, obrigado :D

    A invisibilidade social que você citou infelizmente é uma constante no cotidiano. Eu procuro falar com todos com quem convivo diariamente: as meninas da limpeza no trabalho, secretárias, porteiros, etc. Isso valoriza e muito tais pessoas, sei disso porque fico feliz quando alguém fala comigo quando eu acho que não fui percebido.

    Agora, a questão da seleção do que nos interessa também é um assunto complexo, pois imagino que isso é criado naturalmente em nós, a partir do momento em que aprendemos a fazer mais coisas que gostamos do que as que não gostamos (minha mãe sempre me ensinou o contrário: nem sempre dá para fazer só o que gostamos, obrigado mãe!).

    Você finalizou o comentário com chave de ouro: entrar em contato com o outro é entrar em contato conosco também… uma verdade que muitos insistem em não enxergar.

    Beijos.

  • Ana Cavalcantti disse:

    Oie ! Pois é…as campanhas nao tem divulgação mesmo ….com tanta mídia grandiosa…eu uma pobre no meio do mundo, notei que o povo não sabe nem o que é e tenho que explicar !!!! Me perguntaram até se era a hora que o mundo ia acabar Aff aff aff… !!!
    Mas enfim …!
    Empatia x Ana = as vezes me acho Jesus Cristo , sempre entendo tudo e o lado de todos ..mas infelizmente as pessoas andam tão "esquisitas" que usam o nosso lado bom de forma que nos prejudique…e me irriiiiitaaa….entao ando meio na minha…sem demonstrar muita coisa por aí .
    Beijo !
    My recent post Apoio Gisele Bündchen !

  • Sandra disse:

    Olá Iúri!
    Não sabia que isso tinha esse nome, acho que não sou empática rs…
    Tenho que começar a ser..
    E falou tudo: se quer ser respeitado, respeite! Isso é essencial!
    Um abraço!

  • Sr. Funcional disse:

    Adoro gente q me entende!
    iUHAIuhaiUHAIUhaiuHAIUa…
    abraços

  • Iúri disse:

    Olá Ana,

    Tenha paciência :D pois as coisas são assim mesmo: ainda bem que podemos escrever um post e ajudar a esclarecer muitas pessoas. Sei que tem coisas que passam e passam na TV, rádio, etc. Mas por padrão as pessoas não prestam atenção nas coisas como deveriam.

    E sobre a empatia, realmente há pessoas que, por mais que nos esforcemos, agem de forma a nos prejudicar. Conviver com esse tipo de pessoa é realmente complicado :| o que devemos fazer é agir de forma mais harmonioza possível, evitando assim o desgaste.

    Beijos.

  • Iúri disse:

    Olá Sandra,

    Se você é empática eu não sei, mas que é super simpática e prestativa, ah! Isso é sim! E respeito é uma das palavras-chave para o desenvolvimento da humanidade. Quando todos notarem isso, sem dúvida as desigualdades serão minimizadas.

    Abraços.

  • Iúri disse:

    Adora né? kkkkkkkkk.
    Cuidado que os webmasters de hospedagem podem não te entender, se é que você me entende :D

    Abraços.

  • Fabrício disse:

    Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Fabrício e cheguei até vc através Usuário Compulsivo. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir meu blog Narroterapia. Eu sei que é um abuso da minha parte te mandar essa propaganda control c control v, mas quem escreve precisa de outro alguém do outro lado, além sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas. Estou me aprimorando, e com os comentários sinceros posso me nortear melhor. Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui…rs

    Narroterapia:
    Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de p*ta que pelo menos enrubescem como as pr*stitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.

    Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.

    Abraços.

  • Natan Lopes disse:

    Olá Iúri,

    Eu fiquei conhecendo essa palavra e o significado dela a pouco tempo, mais exatamente em um curso de Tele-Marketing que fiz.

    E gostei muito de sua explanação, pois até então, eu só tinha visto a empatia na área profissional e não me considerava uma pessoa com empatia.

    Mas depois das suas palavras, eu começo a achar que sou um pessoa com empatia, pois eu pratico atos como: ajudar aos outros, respeitar, entre outros citados(e não citados) acima.

    Abraço!!
    My recent post Análise Blogueira – 1 ano de vida, Promoção e Novidade. Confira!!

  • Iúri disse:

    Olá Fabrício,

    Muito obrigado pela visita e comentário. Sempre que puder visitarei seu blog.
    Abraços.

  • Iúri disse:

    Olá Natan,

    Que bom que o artigo ajudou a complementar o que foi visto no curso que fez. Ainda bem que a empatia vai além das paredes do trabalho, ela é fundamental para termos um ótimo relacionamento em qualquer ambiente que estivermos.

    Obrigado pela visita e comentário.
    Grande abraço.

  • […] Empatia: muitos criticam o síndico, mas poucos sabem da dificuldade que ele passa em negociações de preço ou busca de solução de alguns problemas. Por que então, em muitos momentos, as pessoas que criticam não se colocam no lugar do síndico antes de falar besteiras? […]

  • […] quem já leu alguns dos meus posts, deve ter percebido que sou totalmente a favor da empatia. Portanto, se eu tivesse uma empresa, como eu gostaria de falassem dela? Bem ou mal? É claro que […]

  • […] procure ver que isso pode não ter sido intencional (e muitas vezes não é). Utilize um pouco de empatia e se coloque no lugar do outro: talvez você veja que a raiva surgiu sem um motivo […]

Deixe uma resposta

CommentLuv badge

  • RSS
  • Twitter