Você Sabe Escutar as Pessoas?

A pergunta que faço no título deste post parece simples, e até muitos podem saber a resposta, mas tenho certeza que, se sabem, acabam não praticando como deveriam.

Para dar continuidade ao texto, preciso fazer outra pergunta: Você sabe a diferença entre ouvir e escutar? Hum… vamos lá.

Basicamente, ouvir é a função que nossos ouvidos desempenham – traduzir os estímulos sonoros que chegam neles e enviá-los ao cérebro, através de impulsos elétricos. Já escutar é um pouco (na verdade é muito) diferente: escutar é compreender o que é falado, é prestar atenção quando alguém fala (e mostrar que está prestando atenção também faz parte).

Vamos tentar exemplificar: quando alguém fala com você, mas por um acaso você está com o pensamento “longe”, olhando para o horizonte, você está apenas ouvindo – pois seus ouvidos estão captando o som, e você percebe que há algo fazendo um “barulho”. Agora, quando você realmente presta atenção na pessoa, entendendo a informação transmitida, você está escutando. Simples assim…

Outro exemplo é quando você está dentro do carro, conversando com alguém, mas com o som do carro ligado – ao conversar com a pessoa, você está escutando; agora, a música que toca no som do carro, você está apenas ouvindo. Muitos e muitos exemplos podem ser dados, mas acho que com esses dois já consegui transmitir a mensagem.

Não sei se era assim em décadas passadas, mas atualmente é muito difícil encontrar alguém que saiba escutar pessoas plenamente, isso pode ser visto em um simples bate-papo. Faça a experiência: junte-se com dois ou mais amigos, e comece a conversar sobre um assunto polêmico. Não vai demorar muito e alguém vai interromper outra pessoa.

Você sabe escutar as pessoas?Mas, você acabou de falar que, quando alguém presta atenção em você, essa pessoa está te escutando? E agora?
Hum… deixe-me ver…

Como disse antes, a pessoa está te escutando quando está prestando atenção em você. Mas como ela pode estar prestando atenção, se na verdade ela está tentando elaborar uma resposta (está no gerúndio pois a pessoa pode não conseguir elaborar a resposta) para tal discussão? Se a pessoa está plenamente te escutando, ela vai esperar você terminar de falar para então dar a opinião dela. Ela pode até te ouvir e repetir o que você disse, mas como a opinião dela difere da sua, ela fica na verdade imaginando o que vai falar. E isso não é escutar…

Faça outro teste: em uma reunião, perceba se alguém consegue falar sem ser interrompido. Dificilmente alguém consegue começar e terminar de expor suas idéias. Realmente assim é muito difícil, pois você não consegue voltar a ter a palavra senão interromper outras pessoas (vide figura). Qual é o recurso que utilizo: faço igual ao que aprendi no primeiro grau, levanto a mão solicitando a vez para falar, e quando alguém me interrompe novamente, volto a ficar calado e levanto a mão. Acho mais correto assim do que ficar numa corrida de quem fala mais alto, ou quem tem mais razão.

Mas por que as pessoas fazem isso? A resposta eu não sei, ainda eu a estou buscando. Mas imagino que deva ser por uma parcela de ansiedade que todos temos, principalmente quando precisamos defender nosso ponto de vista.

Quer fazer um bom exercício: em uma conversa (seja em uma conversa informal, seja em uma reunião de negócios), procure prestar bastante atenção, e tente se policiar de modo a não interromper ninguém. Em um diálogo sempre todas as partes conseguem falar, por que não no momento certo?

E agora, volto a perguntar: Você sabe escutar as pessoas?
Imagino que agora saiba responder sem nenhuma dúvida.

3 Comments

Deixe uma resposta

CommentLuv badge

  • RSS
  • Twitter