O Tempo Está Passando Mais Rápido?

Estresse, correria, muitos compromissos e tarefas, o telefone que não para de tocar, muitos e muitos e-mails que lotam sua caixa de entrada todo dia… tudo isso na atualidade faz parte da vida da maioria da população. Não há muito como fugir disso, o jeito é tentar arranjar tempo e conciliar as coisas da forma mais harmônica possível — um dia ainda aprendo como fazer isso!

Porém, uma coisa que acho curiosa é que, quanto mais velhos ficamos, parece que o tempo passa mais rápido, já percebeu? A nossa noção de tempo acaba mudando com o passar dos anos, mas por que isso acontece?

Na verdade não sei porque isso ocorre, mas tenho uma teoria interessante (minha opinião :D) sobre o assunto.

Ampulheta - O Tempo Está Passando Mais Rápido?

Quando somos crianças, no início do idade escolar e até mais ou menos a 4ª série, o parâmetro mais significativo sobre tempo (não estou me referindo a horas e minutos, mas a períodos cíclicos) que uma criança tem é o ano. Isso se deve porque ela sabe que as férias escolares mais longas — as do nosso verão, se repetem de ano em ano. Então, mal a criança retorna as aulas e fica pensando em como serão as próximas férias.

Esse pensamento também fica no período entre a 5ª série e o terceiro ano do 2º grau, porém a preocupação não é que cheguem as férias, mas que as provas terminem e chegue o sentimento de alívio — “Ah! estou livre…”.

Quando entramos na faculdade, cai para metade o nosso parâmetro mais significativo sobre o tempo: antes era o ano, agora é o semestre! E quem já fez faculdade entende bem os apertos que passamos durante e, principalmente, no final do semestre. Então, dentro de um ano temos dois grandes blocos de tempo, que são os dois semestres.

Depois de formados, logo que arrumamos um emprego, nosso parâmetro de tempo cai em um sexto! Mas por que será? Aham…. por isso mesmo, porque agora o parâmetro é mensal, e se chama “dia do pagamento”.

Antes tínhamos a preocupação de estudar para obtermos boas notas, com a preocupação de logo nos formamos. Agora, temos a preocupação de gerenciar nosso pagamento mensal, de modo que dê para passar todo o mês, se possível com folga. Engraçado, não?

É por isso que estamos em agosto de 2009, e parece que foi ontem que estávamos comemorando a entrada em um ano novo… e não se esqueça, 31 de dezembro de 2009 está há 4 passos daqui!

4 Comments

Deixe uma resposta

CommentLuv badge

  • RSS
  • Twitter