Sem Educação ou Sem Noção?

Na sociedade, muitas vezes é imputada culpa sobre a “falta de educação” certas atitudes da população. Leia-se falta de educação como falta de ensino, conhecimento ou falta de aprendizado, não sendo necessariamente essa falta de educação referente a um comportamento, por exemplo, de uma pessoa que tenha uma conduta inadequada ao comer (má educação).

Hoje eu estava a me perguntar se realmente tais atitudes devem ser associadas a isso, por exemplo: muitos motoristas bebem e depois dirigem, mesmo sabendo que isso é proibido por lei, além de ser extremamente perigoso. Porém, ainda assim tais motoristas ainda bebem e dirigem.

Por que será que isso acontece?

Falta de educação (conhecimento das leis e consequências de um acidente de carro) ou falta de noção (leia-se: a pessoa é realmente sem noção…)? Será que é falta de campanhas educativas na televisão e de panfletagem nos semáforos, ou falta de responsabilidade?

Isso me faz lembrar um acontecimento recente. Quando voltava para casa percebi que o trânsito estava devagar. Ao olhar mais à frente, vi que havia dois caminhões, um do lado do outro, andando a uma velocidade baixa. Logo que o caminhão da esquerda alcançou velocidade maior que o da direita, o motorista da esquerda – se não fosse um cara sem noção – deveria ter mudado de pista, indo para a direita (todo motorista sabe, ou deveria saber, que a faixa da direita, no Brasil, é a faixa dos carros mais lentos).

Porém, o sem noção continuou na faixa da esquerda, fazendo com que logo se formasse uma fila muito grande. Eu, se fosse sem noção como o motorista citado anteriormente, teria logo ultrapassado pela direita e pronto! Mas não, resolvi esperar um pouco, e nada… Logo (bem, não tão logo) cheguei em casa, mesmo andando alguns quilômetros atrás do caminhão. Mas cheguei em segurança.

Eis a pergunta: Será que o motorista desse caminhão, que para tirar sua carteira de motorista deve ter no mínimo alguma experiência (categoria C em diante), não sabia que os veículos mais lentos devem permanecer à direita? Ou é um típico sem noção?

Caminhão ultrapassando outro caminhão

Para ambas as perguntas a resposta (com quase 99,9% de certeza) é que, quem comete atos assim, deve ser um sem noção!

Então, o que fazer para mudar essas atitudes?

Não sou psicólogo – aliás, estou muito longe de ser um profissional parecido – mas entendo que isso seja uma questão de postura, filosofia de vida.

No meu entender, a melhor filosofia a seguir é “Faça com os outros o que gostaria que fizessem contigo” (minha simplificação de “Amarás ao teu próximo como a ti mesmo” – Mateus 22:37). Ou, simplificando mais: Faça a sua parte!

  • Se você quer ser respeitado, respeite às pessoas!
  • Se você quer ser ouvido, ouça!
  • Se você não quer que aconteçam acidentes de trânsito envolvendo bêbados, faça sua parte, não beba e dirija!
  • Se você quer que o trânsito flua da melhor maneira possível, ande na pista da direita se for o carro mais lento!

Esses são alguns exemplos, há muitos (muitos mesmo) que podem ilustrar essas situações, e com certeza é possível citar muito mais…

Você se enquadrou em alguns desses exemplos? Pense, reflita… Com certeza a mudança de postura te levará a ser uma pessoa melhor do que já é.

Fonte da imagem: http://www.uai.com.br

10 Comments

Deixe uma resposta

CommentLuv badge

  • RSS
  • Twitter